One Way

One Way Capítulo 7: Catedrais

Por: Henrique Benitez Lopes | 15/04/2020

2020 continuamos com excelentes conteúdos no liketour. Além, do já conhecido liketour cast, teremos novos conteúdos, com mais dicas e histórias de viagens para você.  Uma delas é a série de textos diversos com histórias e dicas de viagens, batizada de One Way*.

No capítulo 7 do liketour One Way, e no primeiro aniversário do incêndio da Catedral de Notre Dame de Paris, em 15 de Abril, Henrique faz uma lista de um dos pontos turísticos que mais gosta de visitar quando viaja, tanto para o Brasil quanto para o exterior… as Catedrais!

Notre Dame em chamas,15 de abril de 2019, às 18:50h

 

7 Catedral Metropolitana de Brasília

A primeira catedral da nossa lista, vem da na nossa capital federal e cidade matriz do liketour. Em abril, não poderíamos deixar de homenagear a cidade aniversariante do mês e mais nova sexagenária da praça, e a Catedral Metropolitana de Brasília é um símbolo da cidade.  Projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer, foi o primeiro monumento a ser criado em Brasília. Sua pedra fundamental foi lançada em 12 de setembro de 1958. 

A área circular de setenta metros de diâmetro, da qual se elevam dezesseis colunas de concreto com noventa toneladas cada, num formato hiperboloide simulando mãos voltadas para o céu em oração. Foi concluída e dedicada em 31 de maio de 1970. 

Se por fora, ela chama atenção por seus traços que são bem diferentes das catedrais tradicionais, os visitantes entram na catedral através de um túnel escuro e emergem em um espaço brilhante com um telhado de vidro. Por dentro a luz e os vitrais, de autoria da artista plástica Marianne Peretti, dão vida ao prédio e representam a altura a beleza do céu de Brasília. 

Esplanada dos Ministérios – Lote 12 – Brasília Distrito Federal 

 

Catedral Metropolitana de Brasília

 

Catedral Metropolitana de Brasília, área interna.

 

6 Catedral Metropolitana de São Paulo ou Catedral da Sé

Não poderia deixar de colocar nessa seleta lista a catedral da minha cidade. Inaugurada em 1954, no aniversário de 400 anos da capital paulista, sua construção, em estilo gótico, começou em 1913, e atualmente é considerada como o quarto maior templo neogótico do mundo. A Catedral tem 112 metros de comprimento por 47 metros de largura. Sua estrutura abriga um total de aproximadamente 8 mil pessoas, e as famosas torres têm uma altura de 92 metros.

Marco zero e um dos símbolos mais representativos da cidade, não somente como edifício, mas como um espaço para eventos históricos como o ato ecumênico em homenagem ao jornalista judeu Wladimir Herzog. O entorno da catedral, nos mostra um outro símbolo da cidade, o contraste social que convivemos. As árvores que ornam a sua entrada trazem um alívio ao cimento e concreto da Praça da Sé, e aos inúmeros prédios e comércios que estão neste endereço. Assim como os trabalhadores, estudantes e empresários que desembarcam na estação de mesmo nome, se encontram diretamente com moradores de rua e pessoas que “moram” em frente à Catedral e por esses motivos que é impossível imaginar a cidade de São Paulo sem a Catedral da Sé. 

Praça da Sé, s/n – Centro – São Paulo (Metrô Sé)

 

Praça da Sé

 

Catedral da Sé

 

5 Notre Dame de Paris

Essa lista só existe porque há um ano o mundo assistiu perplexo o incêndio da Catedral de Notre Dame de Paris.  Localizada na Île de la Cité, berço da cidade de Paris, assim como a Catedral da Sé, em frente as suas portas se localiza o marco zero da cidade.  Diariamente milhares de turistas circulavam ao seu redor e visitavam o seu interior e mesmo com o declínio dos números de fiéis católicos na França e a ascensão do ateísmo, as missas de domingo continuavam cheias, fazendo da Catedral de Notre Dame não somente um ponto turístico, mas ainda como um local da prática da fé. 

Sua construção iniciada em 1163 e concluída 200 anos mais tarde, vista de frente e de longe parece ser simples, mas a riqueza de detalhes com as esculturas nas portas e as gárgulas no teto atraem o turista a observar a catedral de perto e admirá-la em seus detalhes.  Localizada em uma ilha do Rio Sena, o contorno da catedral não poderia combinar melhor com sua grandiosidade, com os pequenos comércios e restaurantes de um lado e o próprio Rio Sena espelhando sua beleza. Local de grande eventos históricos como a coroação de Henrique VI da Inglaterra durante a Guerra dos Cem Anos e Napoleão Bonaparte em dezembro de 1802, o edifício tem 127 metros de comprimento, 48 metros de largura e 35 metros de altura é rematada em cima por abóbadas e dá o primeiro passo na construção colossal do gótico. 

No dia 15 de abril de 2019, às 18:50h horário local, as icônicas gárgulas que por séculos espantaram os domínios e a protegem, foram incapazes de impedir um incêndio. A catedral pegou fogo causando danos na torre e no telhado, desde de então está fechada e prevista para ser reaberta em dezembro de 2024.  

Notre-Dame de Paris – Praça Jean-Paul-II – Paris – 75004

 

Notre Dame de Paris

 

4 Santa Maria Madalena de Jerusalém 

No mês que celebramos a Páscoa é uma obrigação colocarmos nessa lista uma Catedral localizada na terra santa. Construída em 1886 a mandado do czar do antigo russo Alexandre II, em homenagem a sua mãe, a imperatriz Maria Alexandrovna, até pertencente a Igreja Ortodoxa Russa, localizando-se no Monte das Oliveiras, perto do atual Jardim de Getsêmani, em Jerusalém.

Cercada de árvores, com um telhado tradicional, estilo tenda, típico dos séculos XVI e XVII, além de ter sete cúpulas douradas como uma “cebola”. O prédio talvez seja o mais diferente edifício da cidade de Jerusalém, se destaca por se localizar bem no alto, e pode ser observado de vários pontos de vista se tornando também um bom ponto de referência. 

Russian Ecclesiastical Mission, P.O. Box 20164, Jerusalém 91200, Israel

 

Santa Maria Madalena de Jerusalém

 

3 Catedral da Antuérpia

A Catedral de Antuérpia é a que tenho um carinho maior, afinal ela fica na “minha cidade” cidade na Bélgica. Estive no país por duas vezes e nessas duas ocasiões “morei” em Antuérpia por três semanas cada. 

A torre da Catedral de 123 metros se destaca entre os edifícios da cidade, vitrais e estátuas valorizam ainda mais a catedral, que é considerada umas das mais belas da Europa. A catedral foi construída ao longo de 169 anos, que é um tempo até curto se comparada a muitas construções semelhantes no mesmo período. Quando ficou pronta em 1521, foi considerado o prédio mais alto do mundo.   No seu interior, além de vitrais característicos das catedrais de estilo gótico, obras de mestre do barroco flamengo, Peter Paul Rubens. Foi na Antuérpia que Rubens passou a maior parte da sua vida e onde se transformou num dos personagens mais importantes da História da Arte

Vale a pena admirá-la de vários pontos de vista.  Vê-la bem de frente e olhar para cima impressiona e é uma visão de dar vertigem. Assim como observá-la, um pouco mais afastado às margens do Rio Escalda e admirar sua torre e seu relógio dourado é de impressionar e ter uma breve noção da sua dimensão. Outra forma diferente e divertida de observar não só a catedral, mas a cidade é da roda gigante. 

Ao seu redor, restaurante, lojas e cafés com o delicioso chocolate belga e no inverno a feira de natal, lareiras e o ringue de patinação, trazem um retorno digno da grandiosidade deste monumento eterno. 

Groenplaats 21, 2000 Antwerpen, Bélgica

 

Catedral da Antuérpia

 

Catedral da Antuérpia iluminada

 

2 Basílica Sacre Coeur – Paris

Mas, afinal qual a diferença entre uma catedral e uma basílica? O que as distingue é a hierarquia eclesiástica. Catedral é a principal igreja de uma diocese, onde se encontra o trono episcopal. Para haver catedral, é preciso haver um bispo associado a ela. A basílica é mais importante ainda. Segundo o Houaiss, trata-se de uma “igreja católica que goza, conforme o direito canônico, de certos privilégios: dispor de altar reservado ao papa, ao cardeal ou ao patriarca, e não estar submetida à jurisdição eclesiástica local, o que lhe confere status internacional”.

Essa (não tão) breve explicação nos permite voltarmos a Paris e nos permitir admirar aquele que seja o prédio mais diferente da cidade. 

Símbolo do bairro de Monte Martre, a basílica, construída entre 1875 a 1974, está localizada no topo do Monte, no ponto mais alto da cidade, uma colina de 130 metros de altura de onde se pode contemplar uma vista magnífica de Paris.  A basílica do Sagrado Coração foi construída com mármore travertino extraído da região de Seine-et-Marne, o que lhe proporciona uma tonalidade branca.

35 Rue du Chevalier de la Barre, 75018 Paris, França

 

Basílica Sacre Coeur – Paris

 

Escadaria que acessam Basílica Sacre Coeur

 

1 Catedral de Colônia 

Para finalizar essa lista tínhamos que falar sobre ela, a maior de todas, aquela que eu viajei por quatro horas para vê-la por 40 minutos, a Catedral de Colônia. Uma viagem de ônibus da Antuérpia até Dusseldorf e depois de trem até Colônia, com muito frio e neve a beira da estrada. 

Quinta igreja mais alta do mundo, e a maior no estilo gótico.  Construída entre 1248 e 1473, sendo expandida entre 1842 e 1880. As torres da Catedral de Colônia possuem 157 metros de altura.

Na Segunda Guerra Mundial, a catedral acabou recebendo 14 ataques por parte de bombas aéreas e não caiu, porém, desde 1950, está em constante manutenção e foi classificada como patrimônio da humanidade em 1996.  Como outras nessa lista e tantas muitas pelo mundo está margeada por um rio, o Reno, e colada, sem exageros, a estação de trem (Köln Hauptbahnhof), permite que assim que o turista chega e saia da estação já esteja de frente para a edificação e após subir uma escadaria temos acesso a catedral. 

A sua altura impressiona e ao entrar nela nós temos a real dimensão da sua grandiosidade, incluindo 5 naves e 7 capelas, sendo que as duas naves principais, dispostas em formato de cruz com 43 metros de altura. Possui também mais de 10 mil m² de vitrais coloridos que retratam histórias do Velho Testamento. 

Na visita interna, centenas de turistas admiram seu interior, principalmente tesouro da catedral de Colônia é a arca com os restos mortais dos Três Reis Magos. Eles foram trazidos de Milão para Colônia no século XII, exames demonstraram que os ossos e as vestimentas encontrados no relicário pertencem a três homens que viveram no século I.  

Domkloster 4, 50667 Köln, Alemanha

 

Catedral de Colônia

 

A grandiosidade da Catedral de Colônia

 

Visitando as Catedrais

Palavras e fotos não são suficientes para representar a dimensão e importância das catedrais, mas aqui um pouco das nossas visitas por elas.

Henrique, Edmílson e Bruno do liketour em frente a Catedral Metropolitana de Brasília, janeiro de 2018

 

Em frente a Catedral de Notre Dame, em 2017

 

A torre da Catedral da Antuérpia de 123 metros se destaca entre os edifícios da cidade, janeiro de 2014

 

Basílica Sacre Coeur: Símbolo do bairro de Monte Martre, 2017

 

A riqueza de detalhes da Catedral de Colônia, quinta igreja mais alta do mundo, e a maior no estilo gótico, 2018